Skip to content

CONCURSO PARA A DEMOLIÇÃO DO NÚCLEO NASCENTE DO FAROL EM DIÁRIO DA REPÚBLICA

29 de Outubro de 2014
Casas Zona Nascente Farol (21)
Casas Zona Nascente Farol (1)
EIS A NOTICIA MAIS TRISTE DA MINHA VIDA.SAIU NO DIA 22 EM DIÁRIO DA REPUBLICA O CONCURSO PARA A DEMOLIÇÃO DO NUCLEO NASCENTE DO FAROL, ONDE SE VÃO GASTAR 2.250.000 EUROS. OBRIGADO AO Sr.SEBASTIÃO DA PÓLIS POR TER GANHO ESTA GUERRA, SEJA MUITO FELIZ E JÁ AGORA APROVEITE PARA ARRANJAR OUTROS MILHÕES PARA DESASSOREAR A BARRA DA ARMONA PARA NÃO MORRER MAIS NINGUÉM. A PARTIR DE HOJE ACABOU-SE O VOTO.TENHO VERGONHA DE SER PORTUGUES. João Martins – t Algarve Press – f
Casas Zona Nascente Farol (12) Casas Zona Nascente Farol (4) Casas Zona Nascente Farol (2) Casas Zona Nascente Farol (13)
direcção Assoc Morad Farol (2)
E agora direção da Associação do Farol de Santa Maria, ainda continuam a acreditar nos apoios verbais que receberam?
Manuel Luís
Anúncios
5 comentários leave one →
  1. Joao Quinta Gomes permalink
    29 de Outubro de 2014 21:17

    Cambada de Filhos da ….

    • 4 de Novembro de 2014 0:21

      É lamentável, até jurídica e intelectualmente desonesto, que juntem no mesmo saco quem tem raízes de gerações, nasceu e cresceu nas ilhas, com casas autorizadas pelo Estado para habitação, desde o início do século passado, com aqueles(as), portugueses ou estrangeiros, que tiveram dinheiro para, depois do 25 de Abril, fazerem ou lá comprarem casas. Colocar-nos fora da nossa terra é o mesmo que expulsar famílias que nasceram em qualquer terreno agrícola há gerações e que depois os filhos construíram lá casas para viverem perto dos pais. ML

  2. Ricardo permalink
    3 de Novembro de 2014 11:17

    É bom ter direito a uma casa ilegal, enquanto outros pagam uma habitação a vida inteira, ainda mais, casa de praia com os pezinhos na areia….
    Uns têm direito a casa outros não, ainda mais com terrenos de borla, numa ilha em plena reserva ecológica…. e agora choram…..

    • 4 de Novembro de 2014 0:16

      É lamentável, até jurídica e intelectualmente desonesto, que juntem no mesmo saco quem tem raízes de gerações, nasceu e cresceu nas ilhas, com casas autorizadas pelo Estado para habitação, desde o início do século passado, com aqueles(as), portugueses ou estrangeiros, que tiveram dinheiro para, depois do 25 de Abril, fazerem ou lá comprarem casas. Colocar-nos fora da nossa terra é o mesmo que expulsar famílias que nasceram em qualquer terreno agrícola há gerações e que depois os filhos construíram lá casas para viverem perto dos pais. ML

  3. 9 de Novembro de 2014 7:59

    eu quero responder a este sr ricardo .que parece ser feliz con a infelicidade dos outros eu tenho uma casa illegal na praia mas se o sr conhecesse a minha situacao abselutamente nao trocava a sua vida pela minha nen a sua casa pela minha casa da praia e isto diz tudo NAO JULGUE porque cada un sabe de si e so deus sabe de todos sr ricardo agradeca a deus pelo que ten e desfrute porque outros nao ten e se calhar sao mais felizes que o sr con muito respeito sua openiao judite

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: