Saltar para o conteúdo

Vilamoura Atlantic Tour tem o Juiz de saltos mais antigo do País – um veterinário dedicado

20 de Fevereiro de 2014

João da Costa Pereira é o juiz de saltos mais antigo do País, que acumula com as funções de médico veterinário. Mais uma vez ao serviço do Vilamoura Atlantic Tour como veterinário, desta feita tendo de dividir atenções com cerca de 700 cavalos, aos 66 amos o médico garante que ainda tem “muito para dar ao hipismo, até ao limite de idade dos 75 anos”.

Med veterin J da Costa Pereira

Recuando no tempo, Costa Pereira recorda que entrou no hipismo aos 19 anos e, aos 27 tornou-se Juiz Internacional de Saltos. “Na altura tínhamos um “padrinho” que nos propunha à FEI – Federação Equestre Internacional”, sublinhou o juiz/veterinário, deixando escapar um sorriso de “enorme satisfação pelos anos de dedicação à modalidade”.

Med veterin Joao da Costa Pereira

Estado de alma que proporciona ao médico mais uma grata recordação: “Desde o fim da década de 70 que sou delegado veterinário da FEI”.

Totalista nas duas edições do Vilamoura Atlantic Tour, Costa Pereira faz questão de salientar: “Sinto-me muito bem. Toda a gente gosta de vir ao Vilamoura Atlantic Tour, pelas capacidades da organização, que faz tudo para que nada falte aos participantes no evento, até nos aspetos técnicos, para que as provas continuem a ter o nível internacional que lhes é reconhecido”.

Francisco Moura

Palavras com a autoridade de quem já participou nos Jogos Olímpicos, jogos Mundiais, jogos do Mediterrâneo , Final da Taça do Mundo – Taça Samsung e diversos Campeonatos da Europa, sem esquecer as inúmeras competições nacionais. “Houve um enorme salto qualitativo e quantitativo no hipismo nacional, desde os cavaleiros, aos comissários e diretores de pista, passando pelos juízes”, garante Costa Pereira

IMG_1841

A concluir, numa altura que muito se tem falado de doping em algumas modalidades desportivas, o médico veterinário esclarece o que se passa no hipismo, afirmando de forma peremptória: “Temos as coisas controladas, tanto mais que no hipismo o controlo é superior, estão sujeitos cavalos e cavaleiros, sempre através de vários controlos de surpresa durante a época, seja a nível nacional ou internacional”

 Manuel Luís

One Comment leave one →
  1. Jorge Gouveia da Costa permalink
    21 de Fevereiro de 2014 0:42

    A sua entrada nos cavalos foi anterior, já que foi cavaleiro de obstáculos desde muito novo, talvez 12 ou 14 anos de idade, sendo aluno do Cor.Martins Abrantes, à epoca Tenente, no 4º Esquadrão da GNR em Lisboa, integrando o lote imenso de cavaleiros que montavam através de caordo estabelecido entre a mocidade portuguesa e a GNR !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: