Saltar para o conteúdo

“Dieta Mediterrânica” Património Cultural Imaterial da Humanidade

4 de Dezembro de 2013

Tavira e Portugal na lista do Património Imaterial da Humanidade com a candidatura da Dieta Mediterrânica. A aprovação teve lugar, hoje, no dia 04 de dezembro, no Azerbaijão, na 8ª. Sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Imaterial da UNESCO, onde está representada a Câmara Municipal de Tavira. Portugal teve Tavira como sua comunidade representativa que, neste âmbito, assegurou o processo técnico, o qual contou com parecer prévio favorável à inscrição por parte do Órgão Subsidiário da UNESCO para o património cultural e imaterial.

Dieta Mediterranica2Subescreveram esta candidatura transnacional sete Estados com culturas mediterrânicas milenares: Portugal (Tavira), Chipre (Agros), Croácia (Hvar e Brac), Grécia (Koroni), Espanha (Soria), Itália (Cilento) e Marrocos (Chefchaouen).

azeite

A “Dieta Mediterrânica”, com origem no termo grego “daiata”, é um estilo de vida milenar, um modelo cultural resultante da sabedoria ancestral, transmitida de geração em geração, o qual abrange técnicas e práticas produtivas e extrativas, nomeadamente, de agricultura e pescas, formas de preparação, confeção e consumo dos alimentos, festividades e convivialidades, tradições orais e expressões artísticas.

Figos c amendoasAs culturas mediterrânicas são culturas de partilha e entreajuda comunitária, onde as sociabilidades assumem um papel relevante. Com a concretização desta classificação, Portugal conta, após o fado, com a sua segunda inscrição na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade, sendo a primeira vez que o Algarve vez a sua cultura reconhecida pela UNESCO.

One Comment leave one →
  1. 4 de Dezembro de 2013 18:08

    TURISMO DO ALGARVE FELICITA DECISÃO DA UNESCO

    O presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA) congratula-se com a classificação da dieta mediterrânica como Património Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que reuniu hoje em Baku, no Azerbaijão, o Comité Intergovernamental para Salvaguarda do Património Imaterial.

    Desidério Silva declara-se «encantado» pelo «reconhecimento da cultura algarvia pela UNESCO, da sua gastronomia tipicamente mediterrânica e dos vinhos, o que é muito importante para o Turismo no Algarve», afirma o presidente.

    «A notícia é a cereja em cima do bolo», conclui Desidério Silva, numa alusão a outras distinções que o maior destino de férias do país recebeu recentemente: o prémio de «Melhor Destino de Praia da Europa» nos World Travel Awards, os óscares do turismo, e a eleição da região como «Destino de Golfe Europeu do Ano 2014», o principal galardão da indústria turística do golfe, atribuído pela Associação Internacional dos Operadores Turísticos de Golfe (IAGTO).

    A candidatura agora aprovada tem Tavira como a sua comunidade representativa e foi liderada pelo presidente daquele município algarvio, Jorge Botelho, a quem o executivo da RTA já enviou uma mensagem de felicitações pelo reconhecimento internacional da dieta mediterrânica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: