Skip to content

Rentrée da Orquestra Clássica do Sul em Outubro com concertos no Algarve e Lisboa

28 de Setembro de 2014

A Orquestra Clássica do Sul (OCS) retoma a sua atividade artística em Outubro, após a sua habitual paragem para férias no mês de Setembro, com um concerto a realizar no dia 3 de outubro, na Igreja do Carmo em Tavira, pelas 21h00.  O programa que marca a rentrée da OCS apresenta obras de Marcos de Portugal, Sibelius, Schubert e Mozart e será dirigido por José Eduardo Gomes, maestro convidado que, para além do seu trabalho na área de direção de orquestra, tendo já dirigido várias formações nacionais e internacionais, é membro fundador do Quarteto Vintage e maestro titular do Coro do Círculo Portuense de Ópera e dirige regulamente orquestras de jovens com as quais realiza um trabalho de formação de músicos muito importante. O concerto tem entrada paga e os bilhetes podem ser adquiridos no local, cerca de uma hora antes do início do espetáculo.

dirigido por Jos Eduardo Gomes maestro convidado

Para o mês de Outubro, a OCS tem ainda uma grande variedade de concertos agendados. No dia 8, apresenta-se na Sala do Senado da Assembleia da República em Lisboa, no qual a orquestra será dirigida por Cesário Costa, Maestro Titular e Diretor Artístico, contando ainda com a participação do acordeonista Gonçalo Pescada para a interpretação da obra “Rossiniana” de Zubitsky, para além de Rossini e Haydn.

A OCS regressa à capital no dia 20, desta vez ao Tivoli BBVA, para atuar no âmbito das comemorações do 150º aniversário das relações diplomáticas entre Portugal e México, promovidas pela embaixada deste país. O concerto apresenta um reportório de compositores de Portugal e México, dirigido pela batuta do maestro mexicano Eduardo Álvarez, e será marcado pela atuação conjunta com a fadista Katia Guerreiro. O programa será repetido (à exceção do fado) no dia 23 de Outubro, no Teatro das Figuras em Faro, pelas 19h30.

A OCS realiza ainda dois concertos no Algarve neste mês. No dia 17, no Centro Cultural de Lagos, às 21h30, o Ciclo de Solistas da OCS leva Haydn a este palco, onde Francisco López, trompetista principal desta formação, estará em destaque, dirigido por Cesário Costa. No dia 31, apresenta mais um concerto inserido no ciclo DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos, promovido pela Direção Regional de Cultura do Algarve. Esta será a vez do Castelo de Loulé receber música de câmara, em que um trio de cordas da OCS interpreta Haydn, Beethoven e Schubert.

A informação da programação da OCS está disponível em www.ocs.pt ou em www.facebook.com/orquestraclassicasul.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: