Saltar para o conteúdo

“PS preocupado com condicionamento da prestação de alguns cuidados de saúde aos utentes no CHA”

9 de Janeiro de 2014
“PS Algarve será cuidadoso no acompanhamento de todo o processo de formação e consolidação do novo modelo de gestão hospitalar” – O Presidente da Federação do PS Algarve, António Eusébio, dedicou esta segunda-feira à área da saúde, tendo reunido com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Algarve (CHA) e com o Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Algarve (ARSA). Para estas reuniões fez-se acompanhar do secretário nacional e coordenador para a área da saúde, Álvaro Beleza, e do deputado à Assembleia da República, Miguel Freitas. Ao Conselho de Administração do CHA, e dado tratar-se de uma matéria delicada, o Presidente da Federação Regional do PS, manifestou a sua preocupação com a evolução dos cuidados de saúde prestados no Algarve, nomeadamente a nível hospitalar.
Antonio Eusebio
“Recorrentemente”, diz António Eusébio, presidente do PS-Algarve, “têm vindo a público notícias sobre o funcionamento do atual CHA que evidenciam o condicionamento da prestação de alguns cuidados de saúde aos utentes. Sendo reconhecida a falta de médicos e enfermeiros, o PS-Algarve não pode deixar passar incólumes situações que coloquem em causa a qualidade e a acessibilidade dos serviços de saúde na Região. Atendendo que até hoje, o Governo ainda não deu conhecimento do programa para o CHA”, acrescenta, “manter-me-ei atento e o PS-Algarve será cuidadoso no acompanhamento de todo o processo de formação e consolidação do novo modelo de gestão hospitalar, estando aberto à discussão de medidas de melhoria da prestação de cuidados de saúde na região, mas também, denunciando qualquer tentativa que as coloquem em causa”.
hcf_edificio_1hospital faroJá pela tarde, em reunião com o Conselho Diretivo da ARSA, questionou o encerramento de extensões de saúde, nomeadamente no concelho de Alcoutim, onde “é por demais conhecida a caraterização de uma população grandemente envelhecida e, por maioria de razão com elevadas fragilidades em termos de saúde e dificuldades diversas em termos de mobilidade para outras extensões de saúde. Uma sociedade justa e solidária não esquece nem descura os seus idosos”, defende António Eusébio.
Hospital PortimaoPerante a alegação por parte da ARSA de que era necessário serem criadas condições para o funcionamento da extensão de Vaqueiros, nomeadamente em termos da rede informática da saúde e de aspetos administrativos referentes às instalações, o Presidente da Federação referiu que o PS iria estar atento ao desenrolar do processo, quer do lado da autarquia de Alcoutim, quer posteriormente na assunção do compromisso assumido pela ARS Algarve de reabrir a extensão de saúde de Vaqueiros.
Acrescentou, por fim, que recebeu do Conselho Diretivo da ARSA a garantia de que em 2014 não ocorreria qualquer processo de encerramento ou sequer redução de qualquer tipo de prestação de cuidados de saúde na região do Algarve, comparativamente ao ano de 2013.
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: