Saltar para o conteúdo

Autárquicas Algarve: PS Reconquista Maioria das Câmaras e AMAL – CDU regressa ao comando de Silves

30 de Setembro de 2013

O que muitos sociais-democratas temiam aconteceu nestas autárquicas – Os efeitos da governação fizeram-se sentir nas urnas de voto e reforçou a onda socialista em todo o País, com a região algarvia a seguir o exemplo nacional. No Algarve o PS recuperou a maioria das 16 câmaras (10) e, por consequência, a liderança da AMAL, enquanto a CDU surpreendeu ao recuperar Silves, também ao PSD, que se quedou pelas cinco autarquias (Albufeira, Castro Marim, Faro, Monchique e Vila Real de Santo António).  As câmaras de Alcoutim, Lagoa e Loulé mudaram de laranja para rosa, juntando-se, assim, ao pecúlio socialista já existente nas autarquias de Aljezur, Lagos, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Tavira e Vila do Bispo.

Aplausos de derrota

À parte o impedimento de voto de um eleitor, por ter sido considerado morto nos cadernos eleitorais, e o abandono do presidente da mesa de voto (do CFC-SF), neste caso na Culatra, em protesto pelo facto da autarquia não ter garantido, como é habitual, o transporte para os membros da mesa votarem na cidade, especialmente os representantes do PS e CFC-SF, sem esquecer que a Comunicação Social (Algarve Press) foi impedida, por parte de elementos da mesa em representação da autarquia e coligação “Juntos por Faro”, com a concordância do presidente da mesa, de recolher as habituais imagens, na capital algarvia, onde o PS não conseguiu passar a mensagem, sobretudo na Freguesia do Montenegro, para eleger Paulo Neves (na foto a receber os aplausos na hora da derrota), após algumas horas de renhidas contagens entre secções de voto, o candidato socialista à Câmara Municipal de Faro assumiu a derrota nas eleições para o candidato Rogério Bacalhau, da coligação “Juntos por Faro” (PSD/CDS-PP/MPT/PPM): “Assumo o resultado que o povo da minha terra decidiu. O PS não ganhou a Câmara de Faro apenas porque eu não consegui e aceito a decisão sem mágoa”, garantiu o socialista perante muitos militantes que enchiam o carismático “Café Aliança”, na Rua de Stº. António, sublinhando ainda que vai “assumir o lugar de vereador na autarquia” – “As opções que fiz em relação às iniciativas que tomei na campanha não mereceram a aceitação por parte do eleitorado, o que reconheço”, rematou, reforçando que, na qualidade de vereador, vai “trabalhar para ajudar os mais necessitados”.

ambiente de derrota1Antes de concluir, perante um ambiente de tristeza, Paulo Neves tentou elevar a moral das “tropas” ao destacar as vitórias do PS na Assembleia Municipal de Faro e nas duas maiores freguesias do concelho – a União de Freguesias de Faro (Sé e São Pedro) e na Freguesia da Conceição e Estoi.

confr A Mendonça resp

No cômputo geral, os resultados de quatro mandatos para o PSD, quatro para o PS e um para a CDU fazem dos comunistas, representados por António Mendonça (na foto), o “fiel da balança” na vereação da autarquia farense no próximo mandato autárquico.

BacalhauJá o candidato da coligação “Juntos por Faro” (PSD/CDS-PP/MPT/PPM), Rogério Bacalhau, foi peremptório nas suas declarações de vitória: “Nunca tive dúvidas por uma razão muito simples, falámos com milhares de pessoas e a recetividade que tivemos na rua foi sempre boa. Nunca ninguém me insultou, nunca ninguém falou palavras ásperas. Esta campanha foi, nesse aspeto, mais fácil do que a de há quatro anos, porque há quatro anos tivemos pessoas que de alguma forma foram ríspidas connosco. à frente dos destinos da autarquia darei continuidade ao rigor nas contas públicas”, garantiu.

Bacalhau ao telemApós a vitória, o telemóvel de Bacalhau não parou

Ciente que os resultados ditaram a minoria na vereação no próximo mandato (4 coligação, 4 PS e 1 CDU), Bacalhau desdramatizou: “Nós iremos, de alguma forma, sempre trabalhar em conjunto com a oposição, foi isso que fizemos neste mandato, com diálogo. Mediante aquilo que a oposição entender corrigir e que a coligação entenda aceitar, a Câmara não vai ficar ingovernável”.

Bacalhau apoiantes Steven Piedade, Vasco, Micael Ferrada e C Norte

Da esqª p drtª, Cristóvão Norte, líder do PSD-Faro, os militantes Micael Ferrada e Vasco com razões mais que suficientes para se abraçarem ao outro vencedor da noite eleitoral PSD em Faro, Steven Piedade, presidente da Junta de Freguesia do Montenegro, grande responsável pela diferença de votos para a Câmara entre o PSD e o PS

Bacalhau caravana vit

Antes da caravana automóvel pela cidade para comemorar a vitória, o agora eleito edil de Faro não esqueceu que no mandato de Macário Correia, onde Rogério bacalhau exercia a vice-presidência, a coligação tinha maioria na vereação mas a minoria na Assembleia Municipal, onde “o diálogo” prevaleceu. Uma frase que foi considera como que um piscar de olho aos socialistas farenses na próxima vereação e Assembleia Municipal.

Algarve mapa

No que ás restantes autarquias algarvias diz respeito, grandes surpresas foram as derrotas do PSD em Loulé e Silves. No caso louletano o socialista Vítor Aleixo reconquistou a câmara que já liderou, 12 anos depois de domínio PSD, já que Hélder Martins não se mostrou capaz de transmitir a mensagem deixada pelo seu companheiro de partido, Serúca Emídio, nos últimos anos à frente da autarquia louletana. Por outro lado, em Silves a comunista Rosa Palma venceu e a CDU recuperou uma autarquia que perdera em 1997 e era liderada pelo PSD há 16 anos.

Sempre em queda, o PSD viu ainda o seu candidato a Albufeira, Carlos Silva e Sousa (atual presidente da Assembleia Municipal), perder a maioria absoluta na Câmara para o socialista Fernando Anastácio e o movimento de independentes liderado por Ana Vidigal (3 – 3 – 1).  No mesmo sentido, Lagoa virou rosa na noite eleitoral autárquica de domingo, com Francisco Martins (PS) a derrotar José Inácio, com  maioria absoluta na câmara, na assembleia municipal e em todas as juntas de freguesia.

Alcoutim não escapou ao descalabro eleitoral social-democrata. O socialista Osvaldo Gonçalves derrotou o social-democrata José Pereira. O PSD perde desta forma mais uma autarquia que dominava à vários mandatos, muito por culpa da saída de Francisco Amaral, devido à lei de limitação de mandatos, que se transferiu para o concelho vizinho de Castro Marim, onde o edil Alcoutenejo bateu o socialista Carlos Nóbrega, apesar de ter perdido a Assembleia Municipal para o PS.

Em grande, o PS continuou a aproveitar a onda socialista em outras autarquias.  José Amarelinho (PS) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Aljezur com maioria absoluta. Também em Lagos a candidata do PS, Joaquina Matos, foi eleita presidente da câmara e, assim, sucedeu ao socialista Júlio Barroso –, com maioria absoluta, tal como na assembleia municipal. Bastião socialista há muitos mandatos, Olhão elegeu António Pina, actual vice-presidente na autarquia liderada por Francisco Leal, que se afastou pela lei da de limitação de mandatos.

Em Portimão a antiga governadora civil Isilda Gomes manteve a autarquia para o , embora sem maioria absoluta para José Pedro Caçorino (CDS-PP) e Pedro Xavier (PSD). No concelho de São Brás de Alportel, o antigo vice-presidente Vítor Guerreiro, que substitui António Eusébio (PS), conquistou a autarquia com maioria absoluta, cenário repetido nas votações para a assembleia municipal e para a assembleia de freguesia.

Por seu lado, em Tavira, Jorge Botelho foi reeleito para o seu segundo mandato, derrotando o social-democrata José Estevens, oriundo de Castro Marim. O PS conseguiu maioria absoluta na câmara e assembleia municipal e ganhou cinco das seis freguesias do concelho.

Em Vila do Bispo, Adelino Soares foi eleito para o seu segundo mandato, com maioria absoluta, derrotando, à semelhança do que aconteceu em 2009, o candidato do PSD e anterior presidente da câmara, Gilberto Viegas. Quanto a Monchique, o PSD manteve a Câmara, tendo Rui André sido reeleito para o seu segundo mandato. Em Vila Real de Stº. António, Luís Gomes (PSD) renovou a liderança da autarquia que lidera desde 2005.

ML – t e f
 

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: