Saltar para o conteúdo

CTT distribuem correio em Faro em bicicletas eléctricas

1 de Agosto de 2013

Os CTT – Correios de Portugal introduziram na sua rede de distribuição em Faro 8 bicicletas electricamente assistidas, tornando assim possível que igual número de carteiros passe a fazer a distribuição diária de correio usando este meio de transporte ecológico. Este investimento reafirma assim o desejo dos CTT de prosseguirem uma política mais amiga do ambiente, o que permitiu colocar os CTT como 6º operador postal do mundo com melhor desempenho carbónico.

Guia BICLAS ELECTEstas bicicletas vêm reforçar a estrutura que os CTT mantêm no distrito e que é composta por 130 veículos de distribuição, de várias tipologias, e que todos os dias percorrem os 11,6 mil km necessários para entregar mais de 207 mil objectos postais diários. A presença dos Correios de Portugal no distrito de Faro é completada por uma rede de 106 lojas, das quais 41 são Lojas próprias dos CTT e 65 Postos explorados por parceiros. Em todo o distrito existem 481 marcos e pontos de recolha de correio, todos eles com recolha diária, a que se juntam 11 Centros de Distribuição Postal e centros de Apoio à Distribuição. Os CTT são também um empregador no distrito, garantindo 468 postos de trabalho, dos quais 255 são carteiros.

 logo CTT

Esta aposta na sustentabilidade, que se materializou na compra de 122 bicicletas que percorrerão Portugal inteiro, implicou um investimento de 245 mil euros. Prevê-se que, no conjunto, as bicicletas percorram diariamente uma média de 1.400 km, ou seja, quase uma Volta a Portugal em Bicicleta por dia. Para os CTT, a introdução destas bicicletas pode significar uma poupança de 50 toneladas de CO2 por ano, bem como um aumento da eficiência na distribuição de Correio e no conforto e segurança dos carteiros.

Nas situações em que a bicicleta assistida electricamente substitui o giro apeado os CTT prevêem a redução do tempo de giro do carteiro e um aumento da quantidade de correio que é transportado, eliminando os abastecimentos durante o percurso; nos casos em que substitui um giro por motociclo as vantagens são sobretudo ambientais: redução dos gases emitidos para um décimo, abolição quase total do ruído. As bicicletas contribuem também para o descongestionamento do espaço viário.

As 150 bicicletas encomendadas (122 para distribuição e as restantes como reserva) foram produzidas em Águeda pela Órbita e foram concebidas propositadamente para os CTT. Seguiram as especificações fornecidas pelos Correios, introduzindo acessórios como um sistema de ‘descanso’ e travão de parque, por exemplo. Para chegar a esta solução “à medida”, os Correios de Portugal e os seus carteiros realizaram testes no terreno que se prolongaram por 2011 e 2012 com recurso a vários modelos importados e tendo em conta a realidade do terreno em Portugal, nos giros urbanos, rurais e mistos. O fabricante foi escolhido por concurso público.

Dada a particularidade dos CTT de dispersão por todo o território, o fabricante criou uma rede de assistência a nível nacional. A frota dos CTT é actualmente composta por 224 veículos ecológicos: 2 viaturas eléctricas ligeiras de distribuição, 5 scooters eléctricas, 28 bicicletas normais, 180 bicicletas eléctricas e 9 viaturas híbridas.

 

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: